Diferenças entre o atleta e o praticante de esportes de alta intensidade | Blog Hopper Nutrition

Alguns esportes apresentam uma forma intensa de treino que abrangem uma enorme variedade de exercícios e rotina. Praticantes ou atletas dessa modalidade se beneficiam muito com a suplementação porque precisam de mais nutrientes, mais aminoácidos e mais energia.

É comprovado que há uma diferença bem grande no organismo de um indivíduo muito treinado (atleta) para um moderado (praticante). Essas diferenças devem ser levadas em conta na hora da prescrever um suplemento e/ou montar um plano alimentar.

É necessário proporcionar ao indivíduo praticante uma modulação de nutrientes que possa favorecer (e gerar estímulos para a adaptação) para que o mesmo possa evoluir a sua performance nos treinos e melhorar sua estética (sempre tendo a saúde em primeiro plano). Já o atleta exige uma quantidade maior de substratos energéticos, onde o foco principal é a sua RECUPERAÇÃO. A estética deve ser deixada em segundo plano, já que o atleta de esportes de alta intensidade vive de bater números e tempos.

Alimentação de quem faz esportes de alta intensidade:

Tanto atletas quanto praticantes precisam ter uma alimentação adequada e completa para evitar lesões e garantir uma recuperação rápida e eficaz. A dieta deve constituir em alimentos ricos em carboidratos complexos e simples como cereais, massas, legumes e raízes, além de priorizar frutas, vegetais e especiarias, como gengibre, cúrcuma e alho, que ajudam a prevenir danos musculares por conta do seu potencial anti-inflamatório e antioxidante.

LEIA TAMBÉM: O poder dos ingredientes naturais na redução de inflamações musculares.

Atletas exigem uma demanda muito maior desses carboidratos, já que treinam em média de 4 a 5 horas/dia. Alimentos ricos em proteínas como carnes, peixes, frango e ovos também devem entrar na prescrição, assim como as gorduras “boas”, encontradas em azeites de oliva e oleaginosas, por exemplo.

Suplementos mais indicados para quem pratica esportes de alta intensidade:

Nos esportes de alta intensidade é fundamental ter força e resistência. Alguns suplementos podem contribuir para isso. Vitaminas, minerais e aminoácidos podem potencializar ganhos tanto estéticos, quanto de alta performance.

Creatina e Whey Protein são os dois suplementos mais utilizados por atletas e praticantes. Nos esportes de alta intensidade, a creatina se destaca como um dos suplementos mais eficazes devido aos seus resultados comprovados quando se trata de aumento de força e ganhos de massa muscular. O fato de promover aumento de massa magra,melhorar a força e a potência máximas, acentua o desempenho durante o exercício de alta intensidade, acelerando a recuperação após a realização dos WODs e a regeneração óssea.

Já o Whey Protein é normalmente usado depois dos treinos, como suplemento de recuperação (a principal busca nos esportes de alta intensidade é uma boa recuperação). Ele faz um grande trabalho de fornecer aos músculos os nutrientes e aminoácidos essenciais para acelerar o tempo de recuperação, reduzir a dor muscular e reabastecer o corpo depois de cada sessão de treino. Outros suplementos como beta-alanina, cafeína, ômega 3 e BCAA também podem trazer inúmeros benefícios aos praticantes e/ou atletas da modalidade.

Por ser uma modalidade esportiva que combina diversas atividades em um único treino, a necessidade nutricional é bem diferente de outros esportes e o aporte calórico irá depender dos objetivos e duração de treino. Atletas chegam a fazer 4-5 horas de treinos diários, praticantes normalmente atingem até 1 hora. O mais importante é focar em alimentos e suplementos que potencializem a sua recuperação, evite lesões acidose e diminuam a fadiga, extraindo o melhor de seu desempenho.

Lembrando que dieta e suplementação é algo totalmente individualizado, cada individuo funciona e responde de uma maneira. Procure um nutricionista!

Receba novidades no seu e-mail:

Comentários:

Deixe seu comentário!